allTV – #TVdaInternet

President Obama and Israeli PM Netanyahu Oval Office Meeting

Obama cumprimenta Netanyahu por vitória em Israel

O presidente americano, Barack Obama, telefonou nesta quinta-feira para o premiê Israel, Benjamin Netanyahu, para parabenizá-lo pela vitória nas recentes eleições legislativas, após uma campanha que azedou as relações entre os dois aliados.

Obama falou com o líder israelense “para cumprimentá-lo pelo sucesso de seu partido em conquistar uma pluralidade de assentos na Knesset [Parlamento]”, informou o Conselho de Segurança Nacional.

Durante o telefonema, Obama destacou a “profunda e duradoura aliança” com Israel.

“O presidente enfatizou a importância que os Estados Unidos dão à nossa estreita cooperação militar, de inteligência e segurança com Israel, o que reflete a profunda e duradoura aliança entre os dois países”, acrescentou.

As relações entre os dois países foram postas à prova por Netanyahu quando ele disse na campanha eleitoral que se oporia à criação de um Estado palestino, ponto de partida de inúmeras rodadas de negociações de paz no Oriente Médio.

Devido a estas declarações, Obama advertiu que Washington iria reavaliar sua política com relação a Israel no âmbito das Nações Unidas.

Netanyahu, por sua vez, negou nesta quinta-feira que tenha descartado a possibilidade de uma solução de dois Estados para solucionar o conflito no Oriente Médio.

“Eu não voltei atrás em nada do que disse há seis anos, ao conclamar no sentido de uma solução para a fundação de um Estado palestino desmilitarizado que possa reconhecer o Estado judeu. Disse, isso sim, que as condições, atualmente, ainda não são favoráveis”, declarou à emissora de TV americana Fox News.

Obama esperou dois dias após as eleições legislativas em Israel, nas quais Netanyahu saiu vencedor, para dar seu rotineiro telefonema de parabéns.

A Casa Branca informou que, durante a conversa, Obama “reafirmou o compromisso de longo prazo dos Estados Unidos com uma solução de dois Estados, que dê lugar a um Israel seguro juntamente com uma Palestina soberana e viável”.

Desde as eleições, Netanyahu tem revisto sua retórica de campanha, mas a Casa Branca declarou deliberadamente que revisará suas políticas de apoio a Israel nas Nações Unidas.

 

(fonte EXAME)

 

nenhum comentário

Deixe um Comentário

Seu e-mail nunca será publicado.